Thursday, May 29, 2008

AQUELE!...

Pela inquietude que a minha alma habita
nesses beijos, risos, amargos prantos
ao correr, de viagem tão bendita
confesso, pedi a todos os Santos.

Deixem-me achar um só,
só aquele, que traga nos braços,
que toda a emoção, faça singela...
a lide de guiar-me os passos.

Que traga, com ele, sonhos de olhar,
e no amplo sorriso de dentes brancos,
o infinito dom de saber-me calar...

Findou-me o tempo de andar pelo mundo,
fechou-se a conta dos casos pendentes
que tê-lo, em mim, é sonho fundo.

Fernanda,
Lisboa, 29 de maio de2008

4 comments:

LOURO said...

Olá Fernandinha, como é bom passar pelo teu cantinho,tens sempre uma surpresa...
Que traga,com ele,sonhos de olhar,
e no amplo sorriso de dentes brancos,
o infinito dom de saber-me calar...
Lindo!!!!!
beijinhos de carinho e amizade

Lourenço

poetaeusou . . . said...

*
lindo
,
poemas em,
pensamento.
.
belo
,
conchinhas mareados,
,
*

guidalinhares@gmail.com said...

Mas que belezura de versos..aquele que te vai calar, em doces beijos suponho..ah! que viver é um sonho e amar um doce regalo. Beijos carinhosos, guida

SADY FOLCH said...

Fernanda, também apaixonei-me pelo...dom de saber-te calar. Com sonhos de olhar...
Enxergo nessa mulher agora calada, os olhos a falarem mais que todo o som que venha do mar.
Lindo.
Beijos
Sady