Monday, November 06, 2006

Meu doce mar

Eu vivo,entregue ás arvores dos montes;
Ao luar,que vem do mar e ganha luz,
no mermúrio de cristal de claras fontes,
quando as sombras no chão,fazem sinais da cruz.
Eu vivo, entregue ás ondas do mar,
suspirando de alegria,vendo o mundo que ficou,
submerso,aos meus olhos,num olhar,
o que a minha alma consagrou.
Mar,adoro a tua companhia,
mar,meu doce mar,
que em ti me vou consagrar,
disfrutar da tua energia,
p´ra minha alma purificar.
Fany,6 de Novembro de 2006

Tuesday, October 17, 2006

Amigo

Não há amor maior do que aquele,
que sacrifica a sua vida por um amigo.
Porque amigo,é aquele ser,
com quem se pode ser sincero.
Na sua presença;
Pode-se,pensar em voz alta.
Pode-se dezabafar tristezas e alegrias.
Pode-se,rir e chorar.
Em suma pode-se ser feliz.

Fany,17-10-2006

Wednesday, October 11, 2006

Trabalho

Se tens o teu nariz no trabalho enfiado,
durante todo o tempo e não tiveres cuidado,
um dia negarás que se possam encontrar;
Regatos murmurantes e aves a cantar.
Então o teu mundo,
apenas há-de ter:
Tu próprio,
o nariz
e o trabalho para fazer.

Fany,11-10-2006

ALEGRIA

Alua será escuridão,
as estrelas não brilharão
se alguma vez mostar ser falso
o que me vai no coração

Fany,11-10-2006

Felecidade

Feliz daquele que conhece a sua boa sorte.
Quem é feliz,é suficientemente rico,
a felecidade é o nosso único bem,
a felecidade é um hábito,
uma atitude mental.
O lugar para ser feliz é aqui,
o tempo para ser feliz é agora.
Ser feliz é fazer com que os outros,o sejam.
Se, não for praticada, e apreendida,
nunca,chegaremos a vivê-la.

Fany,11-10-2006

Natureza

Há, uma lei da natureza,
mística e maravilhosa que diz;
Há três coisas pelas quais,
mais ansiamos na vida.
________Felecidade,Liberdade e
Paz de espírito_______
________São,sempre alcançadas,
quando as damos a outras pessoas.

Fany,11-10-2006

Imagem

A tua imagem, em minha alma ficou,
e me ensinou,

que a vida é o dia de hoje,
que a vida é sombra que foge,
que a vida é um sonho tão leve,
que o amor se desfaz como a neve.
e como fumo se vai;
e nos corações, que não aprenderam a amar,
a vida é folha que cai!
que sem amor é como a flor,
que pétala a pétala se vai!

Fany,11-10-2006

AMOR

Amo-o,com um amor tão calmo,como o poder pacífico de um rio,
que por altas torres e modestos moinhos
parecendo seguir a sua vontade mas,
seguindo afinal o seu caminho.

Fany,11-10-2006

Sabedoria

A luz do conhecimento,
é um portal
que conduz á sabedoria,
da alma.

Fany,11-10-2006

Tuesday, August 01, 2006

DEUS

Quando Deus viu os meus olhos
vermelhos de tanto chorar.
Quando viu a minha alma
em pedaços de tanto se dar.
Quando Deus viu o meu passado negro,
de tanto errar.
Quando viu o meu coração rasgado,
de tanto amar!
Deus teve pena de mim,
por eu sofrer tanto assim;
E como Pai mandou-te para mim,
meu amor,
para aliviar a minha dor.
Tu para mim és tudo,
tu para mim,fizeste brilhar a estrela,
em plena escuridão,
e aqueces-te para sempre o meu coração.
Fany,1 de Agosto de 2006

DESGOSTO DE AMOR

Quando se gosta d' algém
é de nós que não gostamos
anda-se assim,como ando eu
perdidos no mundo andamos.
Quando se gosta d'algém
anda-se assim como ando eu,
que não me sinto nada bem
com este mal que me deu.
Quando se gosta d'algem
é como estar-se doente
perde-se o sono por quem
não tem culpa,do desgosto que se sente.
Fany,1 de Agosto de 2006

TU NÂO SABES!!!

O que tu não sabes,
é que mudas-te a minha vida.
Que sem ti,entrei numa rua sem saída.
E quando olho para mim estou a pensar no passado.
Porque, tu não sabes que mesmo a esta distância
não te esqueço.
Tenho um preço muito elevado a pagar,
por ter-te entregue o meu coração.
Ainda tenho de aprender a viver sem ti,não consigo esquecer-te,
e faço amor contigo na minha imaginação.
Fany,1 de Agosto de 2006

Monday, July 31, 2006

ALMAS GÊMEAS

Quando duas almas´,que se procuram,
durante uma eternidade,por entre a multidão,
e se enconttram finalmente;
Quando vêem que combinam,que tem afinidade e são compativeis
numa só palavra;
São iguais,estabelece-se então entre elas para sempre,
uma união pura como eles próprios.
Uma união que começa na terra e continua até sempre no céu.
Essa união brilha com intensidade e mantém o seu caminho com verdade e amor.

Fany,1 de Agosto de 2006

Sunday, July 30, 2006

AMOR

Envolver-te nos meus braços,
ao crespúculo e ser tua companheira,
para sempre.
- foi isto que sempre quis enquanto vivesse......e isto,disse para comigo,
como quem espera!.....
ISTO È AMOR;
Esta consagração,
Esta curiosa elevação,
Esta súbita alegria inesplicável,
e esta dor insuportável,
de um amor sublime e de uma união estável,para todo o sempre.

Fany,31 de Julho de 2006

Saturday, July 29, 2006

POEMA

Morta aberta,
Entras-te tu
com teu corpo de promessa;
Tal; Romeu e Julieta
Dante e Beatriz
Tristão e Isolda,
Com lendas de mouras encantadas.
e ainda entraram;
Diligências
Automovóveis
Avioes
De foguetão entraram os astonautas,
Meu poema agora está cheio.

Fernanda

Wednesday, July 12, 2006

CORAÇÃO

Porque é que não te esqueço;
Porque é que não aceito,
Que não me queres mais.
Isto não tem cura,não te posso esquecer.
Não importa o meu orgulho,
preciso do teu carinho.
Esta vida é muito curta para sofrer;
Quero alegria,uma festa todos os dias,
CORAÇÃO fala por mim,e devolve-me,
quem amo.
Fany,12 de Julho de 2006

Tuesday, July 11, 2006

A fé recebe,o amor dá!
Ninguém pode receber sem fé,
Ninguém pode dar,sem amor.


Por isso precisamente,acredito;
Para receber verdadeiramente;é assim!
Que podemos amar e dar,já que,
Quando não se dá por amor,
Não trás proveitoaquilo que se dá.

Fany,11 de Julho de 2006

QUE BELO ROMANCE

Que belo romance,
como seda salpicado a ouro,
delicado como uma teia de aranha.
O amor é robusto.
Sobrevive ao mais duro desgaste.
Pode ser rasgado e cosido e remendado uma vida inteira-
-fica mais brilhante a cada dia que passa.
Seja verão ou primavera,
brilha com intensidade,
e no outono essa beleza;
que no inverno é realeza.
Fany,11 de Julho de 2006

Friday, July 07, 2006

NOSTALGIA

A ti meu coração entreguei,
a ti minha alma duei,
meu corpo sem vida ficou,
Á deriva sem rumo murchou.
A vida sem ti, não tem sentido,
a vida sem ti,não tem pecado,
triste sina de quem ama,
quando sente não ser amado.
Ao longe, as ondas do mar,
aos meus ouvidos vem duar;
a música celestial do amor
e a desventura da dor.
Mar,meu doce mar!
que a ti me vou confortar,
nas tuas ondas, meu corpo e alma purificar,
meus sentimentos renovar,
para de novo poder amar,
e em paz meu coração, poder repousar.
Fany, 07/07/2006

FELIZES

Felizes,para sempre nos julgámos,
Porque;
O rio corria manso,e o verão ia no fim.
No fundo dos teus olhos,
maças e
Outros frutos sazonados,
Ofereciam-se ainda capitosos,
Sob um céu crepúcolos prolongados.
O verão corria manso,
O rio ia no fim.
Fany,07/07/2006

Thursday, July 06, 2006

FLORES

Das flores,que dizer;
sentem-se nas quatro estações,
mais na primavera,
exalando perfume,cativando berboletas com cor,
seduzindo poetas,e outras pessoas.
Oferecem-se a abelhas prometendo,comestíveis frutos.
Lá no alto,arvoram sua subtíl
ascêndencia.
Fany,6 de Julho de 2006
l

Tuesday, July 04, 2006

A FLECHA E A CANÇÃO

Para cima, para o ar, uma flecha lancei,
Caiu para o chão, mas não encontrei.
Tão rapidamente voou lá no alto,
Que a vista não pode seguir o seu salto.
Para o ar cantei a minha canção,
Não soube bem onde, mas caiu para o chão.
Pois quem é que pode com a vista alcançar
Voo da canção, quando vai no ar?
Mais tarde a flecha foi encontrada
Num velho carvalho, nem estava quebrada.
E a canção, inteirinha-oh, que belo abrigo!
Achei-a outra vez no coração de um amigo.
Fany 04/07/2006