Monday, January 14, 2008

Encontrei-me comigo


Escalei uma montanha.
Subi ao ponto mais alto.
Respirei.
Esperava-me alguém.
Saudámo-nos.
Senti-lhe a voz da alma,
Naquela melodia calma,
Que respirava liberdade arejada,
Sobe a lua dourada.
Pareceu-me familiar.
Vi-me nela.
Não, não podia ser.
Eu…eu não era assim.
Talvez…talvez a outra parte de mim?!

A outra parte de mim,
De mim lutadora,
Que tinha chegado vencedora
Ao cume da montanha.

Sim, eu!
Encontrei-me comigo
No cimo da montanha,
Que me ofereceu abrigo
E me enalteceu pela façanha.

Lá construí uma fortaleza,
Fortaleza de mim…
Longe da mescla do sentimento,
Longe da tempestade de areia no deserto!


Fernanda

13 comments:

ines said...

vinda do CValente, deixo um sorriso e muitos parabéns!

alguém por aí... said...

vindo por aí deixo um sorriso por aqui!

Fernando Santos (Chana) said...

Olá Fernandinha , belo texto !
Beijo

Lusófona said...

Olá Fernanda!!

Que belo encontro consigo mesma. Adorei!

Beijos querida

multiolhares said...

No ponto mais alto
Da montanha, a luz
Pode florescer
O encontro da nossa alma
Com o nosso corpo adormecido
Sim é ela a nossa alma que
Nos impulsiona á caminhada
Beijinhos
luna

Manuela said...

por favor Fernanda! na próxima escalada leva-me contigo.
preciso de sentir tudo isso.
Gosto muito de ler o que esceves, pois além de maravilhosamente bem escrito faz-me todo o sentido.
beijinho

Gerlane said...

Precioso e exclusivíssimo momento:o encontro contigo mesma! E, aproveitas, pra nesses encontros, fazeres sempre uma declaração de amor!
Vais adorar isto!

Beijos!

marias said...

Gostei!:)))
Que bom que te encontraste contigo no cimo da montanha!..
Todos devíamos subir ao cimo da montanha e vermo-nos....

Beijinhos

gaivota said...

fernandinha
também vou subir, subir,
desta vez ao cume do Pico!
e que bom ficar lá em cima e olhar tudo, tudo em seu redor...
é um dos locais mais lindos onde nos podemos encontrar, conosco...
beijinhos

Zé Povinho said...

Hoje pousei aqui e aqui deixo umas palavras. Feliz de quem se descobre.
Abraço do Zé

elvira carvalho said...

Gostei do poema.
Um abraço

No Limite do Oceano said...

não há nada melhor que darmos de cara com quem somos...uma lição que a vida nos deu? só o tempo dirá!

*Hugs n' smiles*
Carlos

A Flôr said...

É tão bom quando nos encontramos connosco mesmo!...
É tão bom subir ao monte e... encontrarmo-nos com Ele.....


Abraçinho doce e resto de um bom domingo para ti, Fernandinha.


Flor com carinho

:))