Wednesday, August 08, 2007

ROUXINOL

Luar
flor que surge
caminho
meu olhar penetra na noite
borboleta adormece
rouxinol canta melodias, plenas de sol!...
No entanto há luar!...
Paraliso
aquela música faz-me pensar,
algo longínqulo põe-me a chorar
o luar dá luz às minhas lágrimas
e elas correm , regando a flor
o rouxinol pára de cantar!
a borboleta começa a despertar!...
E o luar dá lugar ao sol
a luz solar seca a flor,
mas esta, em vão,
tenta recordar a doce noite por que já passou
e então murcha, caindo por terra
pego nela, beijo-a e ela renasce
o sol desce!...
O luar surge!
A borboleta adormece!...
O rouxinol aparece!...
Eu choro
o dia perece!


Fernanda

11 comments:

c valente said...

não entendi, naõ consegui entra no fernanda e poemas, vou tentar novamente.
Rouxinol que tão bem escreves
saudações amigas

Fernanda e Poemas said...

Querido amigo,Obrigada pela visita.
Muitos Beijinhos,

Fernanda

c valente said...

Fernanda não consigo entrar nos outrs doi blogues, ás vezes acontece, indica-me necessário palavra chave, e não consigo comentar aqui deixo para o fernada e poemas
Todos temos "inimigos" pessoas que nos querem mal, é bonito ficam registadas dentro de nós sem rancor. e bonito e penso que será o que traduz este poema. Gostei Saudações amigas

poetaeusou . . . said...

*
Fernanda e Poemas
,
eu choro,
,
ji
*

Lu@r said...

E o luar passou por aqui...

Gostei do tema não sei porquê mas diz-me algo.

:)

Deixei um beijo suave como a luz do Lu@r

sofialisboa said...

fernanda gostava de te convidar a visistar o meu blog e ajudar esta causa. sofialisboa

sofialisboa said...

andas nostalgica poetisa sofialisboa

SILÊNCIO CULPADO said...

Alma de poeta, alma de Fernanda, não se queda num mundo quieto e procura ir mais além. Alma generosa, insaciável, submissa e rebelde mas sempre Mulher, pronta a partilhar as dádivas generosas que brotam em poemas.

Amor Eterno said...

══════════ﺋﺋﺅﺊﺋ♥ﺅﺊﺋﺋ═══════════

Amar...

Amar é,sentir uma dor
Meiga,que nos murmura ao coração!
É poder olhar e não negar
Que a sentimos.
É,poder acolher
Quem nada nos tem para dar!
É desfilar no palco da vida.
Sem que a olho nu,
Nos consigam avistar
É mergulhar na luz do sol;
Quando o barco da escuridão
Se perde na tempestade!

Amar...

É poder escrever transparente,
O que de mais belo há
É cegamente, olhar
E descobrir
Que Amar
É viver,lutar,amar-te,
e...sorrir!


══════════ﺋﺋﺅﺊﺋ♥ﺅﺊﺋﺋ═══════════

Naty said...

Adorei ler tudo cada qual o melhor parabens.
bjs naty

impulsos said...

Que posso dizer desta?
Se já disse nas outras?
Mas esta tb merece...
E se merece!!!

A noite dá lugar ao dia.
E o dia, cansado, lá adormece por fim...
E a noite volta de mansinho.

Belíssimo o que escreveste, Fernandinha.
Eu adorei!

Bjo