Tuesday, October 16, 2007

RAIO DE LUZ

Sinto em mim um refúgio diferente,
ao olhar o passado percorrido,
não sei se guardei tudo em minha mente,
não sei se tudo foi por mim vivido.
Se tudo foi um sonho realmente,
não sei se nada foi em mim perdido...

Sinto em mim regozijo do passado,
ao olhar p'ra trás, ao olhar meu trilho.
Não sei se o que foi por mim amado,
foi abrangido por paixão, por brilho,
foi o que poderia ter-te dado.
Do painel não restou nenhum ladrilho...

Olho em frente o incerto horizonte,
buscando tua imagem esboçada,
sonho transpor a longa e frágil ponte
que me leva sem tempo , à estrada,
e me guia, como água do monte
límpida, pura e abençoada...

Subo na nuvem, deitada ao relento,
vislumbrando o devir que previ,
sobes voando qual ave sem tento,
alcançando quem delira por ti.
Juntos na nuvem, levados pelo vento
subimos ao céu que a ambos sorri...

O azul do céu, oca imensidade,
foge do olhar qual raio de luz.
Pairo no ar sem força, nem vontade,
tudo ao alcance, nada me seduz...
Recordo... a valiosa Humanidade,
admiro... o quanto a Natureza reluz...

Falta-me tudo... o que induz saudade!

Fernanda

25 comments:

Rui Caetano said...

O seu poema, como tem sido hábito, é lindíssimo. A saudade é um sentir que nos invade e nos faz viver intensamente o que nos lembramos. Por vezes não conseguimos dominar nem controlar a intensidade das recordações, elas vão surgindo e marcando a nossa saudade.

Um Poema said...

Fernanda,
Estes teus pensamentos vertidos em poema, mereciam muitos comentários.
Recolho um, apenas,

"... Olho em frente o incerto horizonte..."

para dizer que, nos tempos que correm, tens toda a razão.
Feliz os que assim não olham, ou olhando, não conseguem vislumbrar a incerteza, pois a sua pobreza de espírito, mantendo-os na ignorância, permite-lhes viver despreocupadamente.

Um abraço

MIMO-TE said...

Oh! Fernandinha que lindo poema,
como um raio de luz! és tu, um raio de luz para todos nós.


Deixo um miminho cheio de luz

MIMO-TE said...

Oh! Fernandinha que lindo poema,
como um raio de luz! és tu, um raio de luz para todos nós.


Deixo um miminho cheio de luz

David Alves said...

Para variar mais um excelente poema...

Saudades...tantas. também eu hoje olho em frente o incerto horizonte

Sol da meia noite said...

Muito bonito mesmo!

O horizonte é sempre incerto... e a vontade de sonhar está sempre em nós...

Beijinhos!

soraya said...

O passado que tanto nos traz saudade, um pedaço de uma vida, algo que carregamos pra sempre
dentro de nós. Lindo poema, deu uma nostalgia boa aqui dentro. Recordações que sem elas, não se pode viver.
Muito lindo!
Beijos carinhosos.

Jac C. said...

Oi Fernanda,

Vim agradecer sua visita.
Mas quero te esclarecer uma coisa: Não me chamo Marília...rs - Marília é a cidade onde moro que fica no interior de SP.
Sou Jacqueline, responsável pelo blog "Asas dos Sentimentos".
E observando seus blogs fico admirada com sua inspiração e conteúdos.
Parabéns por todos os seus cantinhos.
Sempre que posso venho e alterno minhas visitas entre eles.

Paz e Bem!

Xana said...

Olá Fernandinha, tão belo como tu, e tão marcante em mim, a saudade invade o meu horizonte incerto e a minha alegria perdida, e perco-me...em mim.

fica com um abraço....

Simone said...

Sempre a comover-nos com esses versos Lindos!

Beijinhos Grandes

O Profeta said...

Hoje dei por mim a pensar
Para onde correm os teus anseios
Repousa a tua imensa saudade
Uma lagoa que abraça os ribeiros

Bom fim de semana


Doce beijo

MIMO-TE said...

Fernandinha,

Vim sentir o teu canto, alegre como sempre.

Bom fim de semana
e muitos mimos

O Profeta said...

Olá Fernanda passei para te deixar um cheirinho a louro e criptomérias...


Doce beijo

joão jacinto & poemas said...

A carga emocional que carregamos do passado, mesmo não consciente, ou mesmo que a saibamos e a achemos ultrapassada, preenche a nossa memória de tal forma, que nos limita a liberdade para o futuro (fala da minha Lua em Capricórnio). Mas apesar de tudo acredito na vida como perfeita, maravilhosa e tento todos os dias esforçar-me para ser recompensado por mim, à sua descoberta.
O teu poema é muito belo, apesar de nostálgico, esboça esperança. O caminho é em frente!

Bj,

jj

PoesiaMGD said...

Mas não lhe falta talento! Parabéns!
Já agora, um convite:
http://www.escritartes.com/forum/index.php?referredby=3

poetaeusou . . . said...

/
não sei se nada foi em mim perdido
/
ji
/

Pena said...

Simpática Amiga:
O seu versejar é lindo. Puro! Deslumbra na certeza do horizonte que pensa ser incerto.
O seu passado deve ser extraordinário de beleza. Só pode.
A nuvem é uma imagem terna do seu maravilhoso Sentir num céu azul muito bonito de si.
Como pode sentir Saudade?
Tudo o que conta em versos admiráveis expressam bem a gigantesca sensação de tudo o que vale pelo encanto.
Adorei!
Obrigado pela terna visita.
Sempre a tê-la na maior estima, respeito e consideração.

pena

Voltarei sempre, acredite?
Vale a pena. Respira beleza e ternura.

Alexandre said...

Sim, a saudade é a falta de algo, que já tenhamos tido ou que supunhamos que ainda vamos ter!

A saudade é difícil de definir porque por vezes confunde-se com angústia, com desespero!

O teu poema está fascinante!

Muitos beijinhos!!!

João Filipe Ferreira said...

lindo lindo
adorei.
eu participo num site chamado www.luso-poemas.net, aposto que vai gostar, participe tb:)
beijinhooo

Luna said...

Guardar as lembranças do passado e olhar em frente para o incerto que lindo!!! Muito verdadeiro.
Gostei muito do poema.

Gi said...

Olá :)

Aos poucos venho conhecer os teus outros sítios agradecendo assim a gentilieza das tuas visitas. Estive fora uns dias e com dificuldades de acesso à net. Os comentários ficaram para trás. Estou a tentar redimir-me.

Um beijinho

Fátima said...

Olá Fernanda!
Desde já o meu obrigada por pasares pelas minhas " Vivências".
Vejo que o post esta carregado de saudades do tempo vivido e muitas indesiçoes em relaçao ao futuro.
Eu neste momento nao sou a melhor das conselheiras, porque tambem estou a atravesar uma face de reconstruçao...

Um beijo e um desejo de boa semana!

Anonymous said...

belos textos:)

posso pedir um pequeno favor?

é possivel fazeres um postzinho nos teus blogues a divulgar o lançamento do meu livro na fnac do algarve?

thanks!

ta td aqui:

www.tiagonene.pt.vu

usa a imagem e o link da pagina;)

e claro, se quiseres, .. um poema:)

abraço

A COR DO MAR said...

Ao ler alguns, elegi este ;)

Beijoca*

Anonymous said...

Sim, provavelmente por isso e